segunda-feira, fevereiro 01, 2016

de de

1º dia da Lelê na escolinha

Hoje me peguei com os olhos cheios de lágrimas e com um aperto no coração, observando a minha filha ficando na escola no seu primeiro dia de adaptação. Confesso que bateu uma insegurança, uma sensação que ninguém saberá cuidar e entender minha filha como eu. Sei que tudo isso não passa de uma bobagem e que logo essas sensações iram passar e eu não vou nem lembrar que senti isso. Mas, podem imaginar como é uma mãe que vivia apenas por conta da filha e participava de TODOS os passos e progressos sem sair 1 minuto ao lado dela?! 



Apesar da Lelê estar entrando tarde na escola, com 2 anos e 9 meses e já ter todas as suas manias, hábitos e vontades superdefinidos, chegou enfim a hora dela caminhar com seus próprios pãezinhos e começar a interagir com um mundo diferente do da casa dela. Ela me pediu muito para ir à escola, hoje ela está simplismente radiante, os olhos brilham tanto que da até gosto de ver. Na hora que cheguei na porta da escola, ela olhou pra mim, agradeceu e disse que estava muito feliz. E eu ainda achando que ela poderia estranhar e chorar rs... "Mamãe bobinha" Ela simplismente me mandou um beijo de longe e disse - Tchau mamãe, depois você volta para me buscar!



É impressionante como as crianças crescem rápido, e nós mães sempre achamos um motivo para transformar o simples no complicado, pois quando percebemos que não temos mais o controle de tudo com nossos filhos, dá um certo vazio, mas, isso passa, eu sei que passa!

Hoje esse post foi um relato de um dia importante, onde me emocionei vendo minha filha, se preparando para ficar algumas horas longe de casa e começando a construir sua vida escolar. Como sei que logo mais essa sensação estranha vai desaparecer e não  vou lembrar que senti isso, queria deixar registrado esse momento! 

Pronto, mamãe e papai apertaram o play pra mais uma fase se iniciar! 

Fiquem com Deus, beijos!

0 comentários:

Postar um comentário