quarta-feira, maio 18, 2016

de de

Evitando a ansiedade infantil


Se você ainda não passou por isso, já deve ter visto aquela cena de uma mãe morrendo de vergonha, fazendo tudo com pressa para ir embora do supermercado rápido, porque o filho não para de chorar?!

O detalhe é que com a impaciência das crianças, sempre vem o choro. E com o choro, quase sempre irritante aos ouvidos super cansado dos pais, vem a vontade de ceder, só para ter "paz". Eu mesma já cedi diversas vezes, ( eu assumo, mas estou me policiando para não fazer isso mais) pois, esse fato é totalmente arriscado para a educação do futuro dos nossos filhos, afinal o mundo lá fora não fará todas as vontades deles.

Eu sei que não é fácil. Quando a situação aperta, resta-nos buscar ajuda ás avós, titias, mães, profissionais da saúde e educação, além é claro da nossa maravilhosa intuição de mãe!

- Nunca se desespere com a criança, pois fazer birra é um comportamento normal das crianças, afinal, faz parte da infância testar os limites.Para finalizar, vou passar algumas dicas apôs muitas pesquisas que fiz sobre esse assunto, e espero que ajude!- Tente distraí-los com alguma brincadeira, que logo o choro dará lugar a deliciosas risadas.- Não deixe seu filho te interromper(Em "Crianças francesas dia a dia" (Editora Fontanar), a jornalista americana Pamela Druckerman vai direto ao ponto: "não deixe seu filho interromper você". Isso faz parte do conceito-chave da criação francesa: você tem que ensinar o pequeno a ter paciência, assim como ensina o alfabeto ou a andar de bicicleta. Se, por acaso, ele te interromper, diga: "estou no meio de uma conversa, já falo com você".) - Evite falar sobre as datas especiais- Demore mais para responder- Dê o exemplo. Seja paciente!



"O Natal está chegando", "Calma, logo vamos comemorar seu aniversário"... Se seu filhote é muito impaciente, o ideal é não anunciar o que vai acontecer com muita antecedência. Já com os maiores, use o calendário. Ele ajudará a entender a passagem do tempo.

Toda vez que seu filho chama, você para tudo o que está fazendo para atendê-lo naquele momento? Evite fazer isso! Demore um pouquinho para atender o desejo dele. Toda criança "testa" os pais para ver até onde pode ir. Se você não impõe limites, ela se sente dona da situação. E pode, com o tempo, apelar para a chantagem emocional. Diga com delicadeza que você não pode, por exemplo, parar de cozinhar para sentar e brincar. Mostre gentilmente que o que você está fazendo também é importante.

Já ouviu o ditado "faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço"? Pois é, ele é mais verdadeiro do que você imagina. De que adianta pedir a seu filho esperar se você quer tudo pronto na hora? Reflita sobre isso!

0 comentários:

Postar um comentário